BIBLIOTECA TÉCNICA

Indústria

Confira todos os artigos técnicos sobre essa aplicação

O Brasil é rico em muitos tipos de minérios, entre eles o nióbio, manganês, bauxita, níquel e ferro. Depois de encontrada a jazida, é necessário retirar o minério, processar e transportar até o cliente final. Em geral, os equipamentos em uma mina são de grandes proporções – escavadeiras, pás carregadeiras, caminhões fora de estrada e correias transportadoras – atuando em um ambiente úmido e abrasivo, onde a corrosão e o desgaste andam juntos. Daí a aplicação dos aços inoxidáveis, com destaque para o 410D, pela elevada resistência às esfoladuras e escoriações do gigantesco movimento de britagem e peneiramento das rochas e minerais.

Apesar de ser considerado um produto finito, a produção de petróleo continua em ritmo forte em diversos países, inclusive no Brasil. Da mesma forma ocorre com o gás natural, cuja demanda tem apresentado contínuo crescimento e isso agita o mercado mundial de aço inox, que envia insumos para áreas de produção

O desempenho do inox quando utilizado em betoneiras manuais é superior. A redução de espessura e a durabilidade são as principais premissas da utiliza- ção do inox. Quanto maior a resistência à abrasão e à umidade da betoneira, maior a produtividade e menor o tempo de manutenção nas construções. No caso, o 410D pode ser dobrado, cortado, conformado e soldado pelos métodos tradicionais.

O primeiro passo para extrair e converter os componentes do malte de cevada, do milho ou outro cereal – determinante na construção do sabor da cerveja – é a moagem. Na comparação com outros aços, o inox dos moinhos de cereais garante a qualidade desse processo, pois as propriedades mecânicas do inox combinam com a resistência estrutural e espessura reduzida

Produtos perecíveis como o leite e os derivados exigem vigilância constante da fazenda à mesa. Ao longo de toda a cadeia de frio, o inox permanece inerte e com baixa rugosidade mecânica, qualidades inestimáveis para os produtos lácteos. Os aços inoxidáveis usados na indústria de laticínios são laváveis e asseguram o máximo em resistência à corrosão.

Presente no sul do Brasil desde a chegada dos imigrantes alemães e italianos, o vinho atrai apreciadores e connoisseurs às vinícolas, criando um polo de visitação turística. A presença do inox na indústria da vinificação não só assegura a qualidade do vinho como empresta beleza ao processo de produção graças aos variados tipos de acabamentos.

A perda hídrica decorrente de vazamentos de água representa um problema para várias cidades do mundo e aí se inclui o Brasil.
Algumas estão perdendo até 40% da água que já foi tratada. Um estudo recente da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico demonstrou que não são apenas as cidades subdesenvolvidas ou em desenvolvimento que sofrem com essas perdas. Capitais de países ricos estão desperdiçando muito mais água do que seria sustentável.

O Brasil, com um rebanho comercial de grandes proporções, é considerado um dos maiores produtores e fornecedores de carne bovina do mundo. Os consumidores vêm, cada vez mais, aumentando as exigências com relação à qualidade e segurança dos produtos para o consumo, fatores ligados a todo o processo de abate, desde o transporte dos animais até a expedição do produto final. E, por trás disso tudo, encontramos um facilitador dos altos padrões de higiene: o aço inox

Na indústria de alimentos, o desembaraço para limpar e o design voltado para a higiene contam com um aliado de prestígio: o aço inoxidável. No caso específico da polpa de fruta congelada, o processo depende da continuidade. Começou, não pode parar. Para garantir a qualidade, uma vez congelada, a polpa deve chegar à mesa do consumidor ou ao balcão da lanchonete com a estrutura da fibra ou a textura mais próximas possíveis da “carne” da planta colhida no campo. O aço inox do maquinário e a inteligência do computador se unem em nome do valor nutritivo, paladar, cor e textura.

A indústria de aves para abate, que não emprega baterias de gaiolas, e, em alguns casos, permite que as aves saiam para se exercitar, tomar banho de poeira e ciscar, consome inox em plataformas de acesso, telhas, cercas, telas e divisórias, para separar grupos de frangos ou proteger do ataque de predadores. Já a indústria de ovos, mais dependente das baterias de gaiolas, apela para a alta capacidade de resistir à oxidação do inox aliada à extensa vida útil frente ao constante ataque de microorganismos, nutrientes químicos ou suplementos naturais.

 Um dos setores da indústria química que adota o aço inox em várias etapas é o da produção de tintas. Em geral, o processo consiste na pesagem, moagem e mistura das matérias-primas em um tanque de alimentação, seguido por operações como dispersão, filtração e envase. Os ingredientes fundamentais para a produção de tintas são os pigmentos, os veículos fixos responsáveis pela aglomeração das partículas (óleos vegetais, resinas acrílicas), os solventes e os aditivos.

Uma filhote de gata entra no consultório veterinário e logo é posta sobre uma bancada. De aço inox. Na bancada ocorre toda a ação. Vai começar mais um exame de olhos, ouvidos e dentes. Depois, o coração e os pulmões. Está tudo certo mas nem todos os animais de companhia chegam à clínica tão bem como ela e precisam de uma maca (de aço inoxidável). A facilidade de limpeza e a longa vida dos equipamentos indicam o inox nessas aplicações.

No campo, próximos aos eucaliptos ou laranjeiras (as principais floradas), as colmeias são construídas em madeira. Mas o aço inox aparece na hora de acalmar as abelhas com o fumigador, uma câmara de combustão para produzir fumaça expelida por um fole. Dentro das caixas das colmeias, os favos são removidos por pegadores de inox e uma escova, também de aço inox, afasta as abelhas sem machucar os insetos, seguindo os padrões de gestão da boa colheita com alto grau de resistência à corrosão

Os sistemas de agitação e turbinas de homogeneização podem operar em até 5 mil rotações por minuto com diferentes tipos de hélices. O aço inox proporciona a fabricação de reatores mais eficientes, com menor peso e maior durabilidade, o que contribui para a geração e conservação de energia elé- trica. Para se ter o melhor desempenho durante o processo de mistura dos componentes é indicado a aplicação do aço inox devido à sua resistência elevada ao desgaste e à corrosão, reduzindo as paradas para manutenção e aumentando assim a produtividade. Os misturadores (helicóide) em inox com acabamento sanitário evitam a contaminação dos produtos.

Presente nas plantas industriais de processamento de pescados espalhadas pelo País, o aço inoxidável se tornou nas últimas décadas um elemento essencial para a sobrevivência e para o crescimento do setor. A indústria do peixe não vive sem a utilização do aço inoxidável.

administrador

Associação Brasileira do Aço Inoxidável tem como objetivo primordial incentivar a utilização de aço inoxidável nos diversos segmentos de mercado. 

CONTATO